Terracap - Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal http://www.terracap.df.gov.br/component/content/featured Wed, 29 Mar 2017 12:53:04 +0000 Joomla! - Open Source Content Management pt-br CENTRO ESPORTIVO DE BRASÍLIA http://www.terracap.df.gov.br/oportunidades-de-negocios/portfolio/arenaplex http://www.terracap.df.gov.br/oportunidades-de-negocios/portfolio/arenaplex

No centro da Capital Federal, próximo aos setores hoteleiro, comercial e ao Centro de Convenções Ulysses Guimarães, está localizado o Centro Esportivo de Brasília, imóvel da Terracap que reúne os equipamentos : ArenaPlex Brasília e Autódromo.

ARENAPLEX BRASÍLIA

O maior complexo de esportes e entretenimento do Brasil é formado pelos seguintes equipamentos: Estádio Nacional de Brasília, Ginásio de Esportes Nilson Nelson, Ginásio e Complexo Aquático Claudio Coutinho e Quadras Polivalentes.

Nossos Vídeos PORT  | ENG  | ESP

Estádio Nacional de Brasília

Conhecido como Mané Garrincha, o estádio é considerado o 2º maior do país, com capacidade para 71 mil torcedores, tendo sido um dos principais palcos da Copa do Mundo de 2014.

Ginásio de Esportes Nilson Nelson

 O Ginásio Nilson Nelson já sediou importantes atrações esportivas, musicais e religiosas. Tem capacidade para 16 mil pessoas e conta com público fiel para as partidas do Campeonato Brasileiro de Basquetebol, Voleibol e Futsal, bem como para eventos culturais.

Ginásio e Complexo Aquático Cláudio Coutinho

O equipamento é composto por ginásio poliesportivo e pelo Complexo Aquático Cláudio Coutinho, com piscina olímpica, tanque de saltos ornamentais e arquibancadas para 5.000 pessoas. 

Quadras Polivalentes

Espaço destinado a quadras polivalentes de futsal, vôlei, basquete; handebol e tamboréu. 

AUTÓDROMO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA

Formado por pista, arquibancadas, boxes, oficinas, sede da Federação de Automobilismo, kartódromo e um cinema drive-in, o autódromo já recebeu uma série de competições, tais como: Fórmula 3, Fórmula Renault, Pickup Racing, Turismo, Kart, arrancada, Fórmula Truck e Stock Car, além de shows artísticos e festival automotivo, dentre outros eventos.

Atualmente, o Setor Público é responsável pela administração de todas as unidades do Complexo. De maneira geral, as estruturas estão subutilizadas e carecem de modernização dos seus equipamentos para melhor atender aos interesses e necessidades dos usuários, no que tange à segurança, acessibilidade, conforto, serviços e tecnologia.
Para receber a Copa do Mundo de 2014, o Estádio Nacional de Brasília passou a ter características de arena multiuso, permitindo a ocorrência simultânea de eventos esportivos ou culturais em diferentes espaços. A edificação passou a apresentar um conjunto de equipamentos de tecnologia de última geração, cuja complexidade exige alta especialização para a sua gestão, operação e manutenção, sendo também necessária maior integração com as demais unidades funcionais, permitindo melhor aproveitamento do potencial dos equipamentos do Complexo.
A administração desse empreendimento e a exploração de eventos esportivos, culturais, religiosos, dentre outros requer níveis de especialização e de agilidade por vezes incompatíveis com a atuação da Administração Pública. Como observado em experiências nacionais e internacionais, a solução mais utilizada nesse contexto são parcerias, com o objetivo de delegar à iniciativa privada a execução das atividades de modernização, gestão, operação e manutenção dos equipamentos.
Para tanto, mostra-se necessário que sejam elaborados estudos técnicos, econômico-financeiros e jurídico-institucionais para tais equipamentos a fim de que seja possível a definição do modelo de negócio mais adequado para uma parceria com a iniciativa privada.

Ir ao Topo


 Projetos de Negócio

Serão disponibilizados os documentos destinados à obtenção dos estudos técnicos e de viabilidade, com o objetivo de atender à legislação vigente para a formação de parcerias. O instrumento adotado é o Chamamento Público do Centro Esportivo– ArenaPlex- PMI- 1/2016, que se encontra a seguir

• Chamamento Público – PMI 1/2016- edital e anexos para obtenção dos estudos de viabilidade técnica, econômico-financeira, jurídico-institucional e projeto de negócio para a estruturação de parceria que terá como objeto a modernização, gestão, operação e manutenção do Centro Esportivo de Brasília- ArenaPlex.

Lista dos arquivos do Chamamento Público anexo a página.  

• Estudos de Viabilidade - estudos selecionados pela Terracap por meio do PMI- 1/2016 para modernização, gestão, operação e manutenção do Centro Esportivo de Brasília.
• Outras licitações

Contatos: Fone: (61) 3342-1427 e (61) 3342-1297. e-mail : pmicentroesportivo@terracap.df.gov.br

Ir ao Topo


 Modelagem da Parceria

Serão disponibilizados os documentos pertinentes à modelagem final da parceria explicitados nas minutas dos Editais e Contratos para o processo licitatório.
• Licitação para parceria - editais e contratos para contratação da parceria para modernização, gestão, operação e manutenção do Centro Esportivo de Brasília.
Centro Esportivo – Autódromo Internacional de Brasília

Ir ao Topo


 Informações Técnicas

Serão disponibilizadas as informações relativas a estudos, projetos e legislação pertinentes Centro Esportivo de Brasília.
Veja a seguir as informações técnicas:

• Estudos – levantamento de dados, estudos técnicos e relatórios relacionados aos equipamentos do Centro Esportivo de Brasília.

• Projetos – projetos de arquitetura e urbanísticos referentes aos equipamentos existentes no Centro Esportivo de Brasília

• Legislação – são as leis, decretos, normas relacionadas ao empreendimento Centro Esportivo de Brasília.

 

Ir ao Topo


]]>
willamy.dias@terracap.df.gov.br (Willamy Mamede) Destaque Sem Categoria Wed, 02 Oct 2013 14:02:26 +0000
Primeira etapa do concurso para implantação de parques em Águas Claras é concluída http://www.terracap.df.gov.br/imprensa/noticias/372-primeira-etapa-do-concurso-para-implantacao-de-parques-em-aguas-claras-e-concluida http://www.terracap.df.gov.br/imprensa/noticias/372-primeira-etapa-do-concurso-para-implantacao-de-parques-em-aguas-claras-e-concluida

Três projetos, dois de São Paulo e um de Curitiba (PR), são os finalistas. O vencedor será anunciado em 21 de abril

(Brasília, 28/3/2017) – A  Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap) e o Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) anunciaram os três projetos finalistas do concurso de arquitetura e paisagismo que vai selecionar os estudos preliminares para a implantação dos parques Sul e Central de Águas Claras. A comissão julgadora, composta por cinco membros, analisou 55 projetos, de 11 estados diferentes.

Os participantes precisaram contemplar propostas arquitetônicas, urbanísticas, ambientais e paisagísticas, com o objetivo de propiciar ao local interação social, atividades e eventos culturais, além de infraestrutura para comércio de pequeno porte.

Projeto de João Gabriel de Moura Rosa Cordeiro

Passaram para a próxima etapa do concurso os projetos de João Gabriel de Moura Rosa Cordeiro, de Curitiba (PR); Roberto Zocchio Torresan, de São Paulo (SP); e Lucia Toffolo de Macedo Porto, também da capital paulista.

Outros três estudos receberam menção honrosa por terem apresentado soluções interessantes, mas deixaram de considerar elementos que poderiam trazer soluções para a adequada implantação dos parques. Tiveram os seus projetos reconhecidos Eduardo Henrique Faria Barra, do Rio de Janeiro (RJ); André Luiz Prado de Oliveira, de Belo Horizonte (MG); e Vítor Jun Takahashi, de Santo André (SP).  

Projeto de Lúcia Toffolo de Macedo Porto

Um dos projetos finalistas, assinado por João Gabriel Cordeiro, apresenta, de acordo com o júri, uma linguagem integradora e abrangente, com bom equilíbrio entre o paisagismo, a arquitetura e o mobiliário urbano.

Já o estudo de Roberto Torresan se destacou por articular a distribuição de equipamentos e espaços de forma integrada, criando áreas adequadamente arborizadas. E no trabalho de Lucia Toffolo, a comissão ressaltou a preocupação em integrar os diferentes setores do parque com o entorno.

Em todos eles, o júri propôs algumas recomendações para aprimorar os projetos.  Os três finalistas terão que fazer a defesa dos estudos apresentados, marcada para 21 de abril, no Brasília Palace Hotel. O vencedor será anunciado no mesmo dia.

O responsável pelo estudo selecionado assinará um contrato com a Terracap, para a elaboração dos projetos executivos. A partir da data da assinatura, ele terá 180 dias para concluir o trabalho. A previsão da Agência é de que, até o final de 2018, os parques Central e Sul de Águas Claras sejam implantados. 

Proposta de Roberto Zocchio Torresan

Antes da realização do concurso público, a Administração Regional de Águas Claras realizou audiência pública e consultas às associações de moradores, com o intuito de ouvir a população. Essas demandas foram inseridas no edital de promoção do concurso e serviram de base para a elaboração das propostas. A Administração Regional ficará responsável pelo controle desses parques urbanos.

Os parques Central e Sul de Águas Claras trarão mais qualidade de vida aos moradores da região e atenderão a uma demanda antiga. Como proprietária do empreendimento, a Terracap é a responsável pelos projetos que vão subsidiar a criação desses parques, de acordo com o que determina o projeto urbanístico da Região Administrativa.

O resultado da primeira etapa do concurso, os projetos finalistas e todas as informações sobre a seleção podem ser conferidos pelo site http://migre.me/wk0hl.

Ascom/Terrcap

61-3342-2328/1137

ascom@terracap.df.gov.br

 

 

 

 

]]>
william.martins@terracap.df.gov.br (William Rodrigues Martins) Destaque Cartilhas Sem Categoria Tue, 28 Mar 2017 12:27:02 +0000
Governo de Brasília regulariza templos religiosos http://www.terracap.df.gov.br/imprensa/noticias/364-governo-de-brasilia-regulariza-templos-religiosos http://www.terracap.df.gov.br/imprensa/noticias/364-governo-de-brasilia-regulariza-templos-religiosos

Por meio da Terracap, governo entregou ontem escrituras a quatro entidades religiosas de Samambaia

(8/3/2017) - Ontem, o dia foi marcante para quatro igrejas evangélicas de Samambaia. Após mais de 20 anos buscando legalizar a ocupação dos terrenos onde estão instalados, finalmente, os representantes dos templos religiosos conseguiram a tão sonhada regularização. O governo de Brasília, por meio da Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap), entregou as escrituras para as igrejas evangélicas Assembleia de Deus, uma localizada na QS 403 e outra na QN 514; Igreja Evangélica Missão de Samambaia e Igreja Batista Liberdade.

As igrejas contempladas já ocupavam o terreno antes de 31 de dezembro de 2006, exigência da Lei Complementar 806 de 2009, para que as entidades fossem alcançadas pela medida e os terrenos ocupados fossem passíveis de regularização.

A entrega faz parte de um grande projeto de regularização que vem sendo conduzido pelo governo e pela Terracap. Até o presente momento já são 162 os processos de regularização de territórios de entidades religiosas e de assistência social, 80 dos quais foram transformados em minutas de escrituras.

 Dessas entidades cujos processos já estão adiantados, 51 já estão devidamente escriturados. A Terracap ainda espera receber da Secretaria de Estado de Gestão do Território e Habitação (SEGETH), ao longo de 2017, outros encaminhamentos sobre ocupações imobiliárias e dar sequência ao processo de regularização.

Para o presidente da Terracap, Júlio César Reis, a regularização garante segurança jurídica aos templos religiosos e às entidades de assistência social, para que essas instituições realizem as suas atividades, tão importante para a população de todo o DF.

 Ascom/Terracap

61-3342-2328

E-mail: ascom@terracap.df.gov.br

 

 

]]>
william.martins@terracap.df.gov.br (William Rodrigues Martins) Destaque Cartilhas Sem Categoria Wed, 08 Mar 2017 22:02:44 +0000
Templos religiosos receberão escrituras da Terracap http://www.terracap.df.gov.br/imprensa/noticias/363-templos-religiosos-receberao-escrituras-da-terracap http://www.terracap.df.gov.br/imprensa/noticias/363-templos-religiosos-receberao-escrituras-da-terracap

Quatro entidades serão regularizadas hoje

Foto: Google Images

Nesta terça feira, 7/3, por meio da Terracap, o Governo de Brasília dará prosseguimento ao processo que legaliza a ocupação de terrenos por entidades religiosas e assistência social no DF. As Igrejas Evangélica Assembleia de Deus, da QS 403 e da QN514, ambas de Samambaia; Evangélica Missão, também de Samambaia; e Batista Liberdade, de Taguatinga, receberão os documentos da titularidade do imóvel ocupado.

As igrejas contempladas já ocupavam o terreno antes de 31 de dezembro de 2006, exigência da Lei Complementar de 2009, para que as entidades fossem alcançadas pela medida e os terrenos ocupados fossem passíveis de regularização. O evento de entrega dos documentos será na Sede da Igreja Evangélica Assembleia de Deus, localizada na QS 403, lotes 01 /02 de Samambaia, às 20h.

A iniciativa é de grande importância por atender uma reivindicação das entidades religiosas e de assistência social, um passivo que há mais de 20 anos se arrastava sem previsão de solução.

Até o presente momento já são 162 os processos de regularização de territórios de entidades religiosas e de assistência social, 80 dos quais foram transformados em minutas de escrituras e 47 já devidamente escriturados. A Terracap ainda espera receber da Secretaria de Estado de Gestão do Território e Habitação (SEGETH), ao longo de 2017, outros encaminhamentos sobre ocupações imobiliárias e dar sequência ao processo de regularização.

O que:  Regularização de templos religiosos

Quando: 7/3/2017, às 20h

Onde: Igreja Evangélica Assembleia de Deus – QS 403, lotes 1/2 – Samambaia

Ascom/Terracap

61-3342-2328

E-mail: ascom@terracap.df.gov.br

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

]]>
william.martins@terracap.df.gov.br (William Rodrigues Martins) Destaque Cartilhas Sem Categoria Tue, 07 Mar 2017 13:18:43 +0000
Governo de Brasília lança licitação para a escolha do futuro gestor da Granja do Torto http://www.terracap.df.gov.br/imprensa/noticias/362-governo-de-brasilia-lanca-licitacao-para-a-escolha-do-futuro-gestor-da-granja-do-torto http://www.terracap.df.gov.br/imprensa/noticias/362-governo-de-brasilia-lanca-licitacao-para-a-escolha-do-futuro-gestor-da-granja-do-torto

O objetivo é ter um parceiro privado para fazer a gestão do espaço. Na cerimônia de lançamento, a Terracap ainda regularizou uma área ocupada pela Embrapa Hortaliças

Presidente da Terracap, Júlio César Reis, assina edital de licitação para a escolha do ente privado que será o gestor da Granja do Torto

Fotos: Daniel Oliveira

 

O Governo de Brasília e a Terracap apresentaram os planos para a gestão do Parque de Exposições da Granja do Torto. O evento ocorreu no Salão Nobre do Palácio do Buriti, com a presença de diversas autoridades políticas e do setor agropecuário.

A licitação está sendo realizada por meio de uma concorrência pública, na modalidade concessão de uso simples. A abertura dos envelopes com as propostas será em 6 de abril. O espaço tem 74,5 hectares. O objetivo é requalificar o Parque, garantindo a promoção de atividades contínuas.

A intenção é tornar o Parque moderno e atrativo, não apenas sob o ponto de vista do entretenimento, mas também em relação ao agronegócio.

O concessionário terá que pagar uma outorga anual pelo uso do espaço e investir, como contrapartida, cerca de R$ 71 milhões em reformas e construções de diversas instalações, em um prazo máximo de dois anos e meio.

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) apresentou os estudos propondo o novo modelo de negócio da Granja do Torto. O objeto do edital de licitação é justamente o projeto elaborado pelo SENAR.

As diretrizes que devem ser seguidas para o Parque permitem o comércio de bens e prestação de serviços, além de atividades de cunho institucional e industrial de baixa incomodidade.

Também estão previstas a reforma das instalações existentes, a construção de novos empreendimentos, como a implantação do Parque Vivencial, com aproximadamente 12 hectares, e as edificações do complexo de ensino, que abrange a Faculdade de Tecnologia e Centro de Excelência, Centro de Capacitação, Formação e Extensão, além de instalações para as instituições e empresas parceiras.

Uma vitrine tecnológica da Agropecuária e o Pavilhão de Feiras Multiuso e Shows também são outras iniciativas que devem oferecer à população do DF um parque moderno, capaz de oferecer a estrutura necessária para o fomento do Agronegócio e para o turismo.

Embrapa - No evento, a Terracap também entregou a escritura de doação de uma fazenda em Samambaia para Embrapa Hortaliças, o que vai representar mais um avanço para o desenvolvimento da agricultura no DF.   

A Embrapa ocupa diversas áreas no DF, que vão desde aquelas onde estão instalados os edifícios administrativos de sua sede, bem como as que abrigam a Embrapa Agroenergia e Embrapa Recursos Genéticos. A empresa também possui diversos campus experimentais: Embrapa Cerrados, em Planaltina; Embrapa Sucupira, no Riacho Fundo; e Embrapa Hortaliças, no Recanto das Emas.

Todas estas áreas foram criadas para uso exclusivo da Embrapa, no entanto, com a exceção da área ocupada pela Embrapa Sucupira, todas as demais áreas continuam como sendo de propriedade da Terracap.

Por determinação do Governador Rodrigo Rollemberg, todas estas áreas estão em processo de regularização, para que possam ser transferidas para a União e, posteriormente, para a Embrapa.

A primeira regularização a ser concluída é a da Embrapa Hortaliças, que corresponde a uma fazenda de 896 hectares. Essa área foi desmembrada da antiga fazenda Tamanduá, localizada na Região Administrativa do Recanto das Emas. Com a presente doação, novos investimentos poderão ser feitos pela Embrapa na expansão das pesquisas lá desenvolvidas.

Ascom/Terracap

61-3342-2328/1137

ascom@terracap.df.gov.br

 

 

 

 

]]>
william.martins@terracap.df.gov.br (William Rodrigues Martins) Destaque Cartilhas Sem Categoria Fri, 24 Feb 2017 20:14:53 +0000
Terracap reuniu concessionárias públicas para discutir sobre a infraestrutura da expansão do Guará http://www.terracap.df.gov.br/imprensa/noticias/361-terracap-reuniu-concessionarias-publicas-para-discutir-sobre-a-infraestrutura-da-expansao-do-guara http://www.terracap.df.gov.br/imprensa/noticias/361-terracap-reuniu-concessionarias-publicas-para-discutir-sobre-a-infraestrutura-da-expansao-do-guara

Governo retoma obras nas QEs 48, 50, 52, 54, 56 e 58. Encontro definiu as estratégias e as prioridades para a região

Representantes da administração pública do DF se reúnem na QE 48 do Guará II

Fotos: Daniel Oliveira/Terracap

 

Representantes da Caesb, CEB, Novacap, Terracap e Administração Regional do Guará se reuniram na QE 48 do Guará II para definir as estratégias da implantação das obras de infraestrutura da Expansão do Guará, que também abrange as quadras 50, 52, 54, 56 e 58 da cidade.

Essa região é de propriedade da Terracap, que voltou a comercializar os lotes no local em 2016, após a aprovação das novas diretrizes urbanísticas para o Guará, pela Câmara Legislativa do DF.

Mais de 90% da rede de drenagem já está concluída e cerca de 85% da rede de água e esgoto também foram executadas. Primeiramente, o governo vai complementar essa infraestrutura que começou a ser instalada e iniciar as obras nas quadras que ainda não receberam a infraestrutura básica. O objetivo é reestabelecer o funcionamento normal da drenagem e concluir a pavimentação da Quadra 56.

A Novacap iniciou a retirada de entulho, lixo e restos de material de construção, além de fazer a roçagem do mato. Em relação à rede de água, resta a fazer a ligação da rede já instalada aos lotes. Para todo o empreendimento das quadras do Guará II, a Terracap assinou termo de cooperação técnica com a CAESB para a execução da complementação da rede de abastecimento de água e esgotamento sanitário.

Também está sendo concluído o levantamento das tampas de bueiro que precisam ser repostas e da quantidade das bocas de lobo, para que elas sejam limpas.

Mais de 90% da rede de energia elétrica também já foram instaladas. Mas alguns transformadores e cabos de baixa tensão terão que ser repostos. A CEB está concluindo o levantamento da rede que precisa ser complementada.  A Terracap também solicitou à concessionária a elaboração do projeto e orçamento da iluminação pública.

Para garantir a integridade da infraestrutura já existente e evitar furto, a fiscalização será intensificada. A Polícia Militar do DF fará rondas sistemáticas para coibir qualquer tipo de furto. A Terracap e a Agefis também vão fiscalizar a área.  

A Administração Regional do Guará também trabalha para acelerar a consolidação do bairro. O administrador André Brandão disse que vai agilizar a liberação de alvarás de construção no local. De acordo com ele, após o interessado apresentar todos os documentos, o alvará poderá ser liberado em 15 dias.

A prioridade é complementar a infraestrutura em áreas onde os lotes já foram vendidos. Além da comercialização, a Terracap doou para o governo cerca de 450 lotes da Quadra 56. Os terrenos farão parte do programa habitacional do governo, Habita Brasília.

 

 

]]>
william.martins@terracap.df.gov.br (William Rodrigues Martins) Destaque Cartilhas Sem Categoria Fri, 24 Feb 2017 15:23:20 +0000
Governo de Brasília, por meio da Terracap, busca parceiro privado para a gestão da Granja do Torto http://www.terracap.df.gov.br/imprensa/noticias/360-terracap-e-governo-de-brasilia-buscam-parceiro-privado-para-a-gestao-da-granja-do-torto http://www.terracap.df.gov.br/imprensa/noticias/360-terracap-e-governo-de-brasilia-buscam-parceiro-privado-para-a-gestao-da-granja-do-torto

Edital de licitação para a contratação do futuro gestor do parque será lançado nesta quinta-feira  

Foto: Tony Winston/Agência Brasília 

 

O Governo de Brasília e a Terracap apresentam, nesta quinta-feira, 23, os planos para a gestão do Parque de Exposições da Granja do Torto. O evento ocorre no Salão Nobre do Palácio do Buriti, às 10h. 

A licitação será realizada por meio de uma concorrência pública, na modalidade concessão de uso simples. O espaço tem 74,5 hectares. O objetivo é requalificar o parque, garantindo a promoção de atividades contínuas. 

O objetivo é tornar o Parque moderno e atrativo, não apenas sob o ponto de vista do entretenimento, mas também em relação ao agronegócio.

No evento, a Terracap também entregará a escritura de doação de uma fazenda em Samambaia para a Embrapa Hortaliça, o que vai representar mais um avanço para o desenvolvimento da agricultura no DF.   

Ascom/Terracap

61-3342-2328/1137

ascom@terracap.df.gov.br

 

 

 

 

]]>
william.martins@terracap.df.gov.br (William Rodrigues Martins) Destaque Cartilhas Sem Categoria Wed, 22 Feb 2017 22:48:42 +0000
Terracap investe no bairro Jardim Botânico http://www.terracap.df.gov.br/imprensa/noticias/359-terracap-investe-no-bairro-jardim-botanico http://www.terracap.df.gov.br/imprensa/noticias/359-terracap-investe-no-bairro-jardim-botanico

Texto: Sergei Quintas/Fotos: Anofre Sena

 

Um parque vivencial servido de vias de acesso e amplas calçadas, decks de madeira com design futurista, quadras poliesportivas, parques infantis e áreas para instalação de quiosques, emoldurado por projeto paisagístico com amplos gramados e variados espécimes de árvores frutíferas, tudo isso já faz parte do dia a dia dos atuais e futuros moradores do Jardim Botânico 3ª Etapa. 

Com recursos da Terracap, o Governo de Brasília atende aos anseios da comunidade local cumprindo a prometida implantação de 75,6 mil m² de grama, 87,9 mil m² de calçadas, 662 mudas de árvores frutíferas e ornamentais e demais benefícios, infraestrutura que vai embelezar o bairro proporcionando maior comodidade, conforto e qualidade de vida aos habitantes locais.

O Bairro Jardim Botânico, a 27ª Região Administrativa do DF, está entre os mais nobres setores residenciais de Brasília e já tem um grande número de casas de moderna arquitetura, cujos moradores já usufruem dos benefícios implantados no local. Os terrenos vêm sendo comercializados por meio das licitações públicas da Terracap, que, através de uma política pública sustentável, vem investindo ali os recursos arrecadados, garantindo o alcance social da iniciativa e motivando a ocupação do bairro residencial. 

O nome Jardim Botânico deriva do Jardim Botânico de Brasília, área de preservação ambiental próxima ao Lago Sul. Sua poligonal foi concebida para contemplar unidades habitacionais com características idênticas ao Lago Sul (3ª etapa), mas também englobando as etapas 1 e 2 dos condomínios existentes a partir da barragem do Lago Paranoá, seguindo à esquerda da DF 001 e passando pela ESAF até a divisa com o estado de Goiás (ABC-Cidade Ocidental), hoje em fase de regularização. 

 

 

 

 

 

]]>
william.martins@terracap.df.gov.br (William Rodrigues Martins) Destaque Cartilhas Sem Categoria Mon, 20 Feb 2017 13:16:59 +0000
Concurso da Terracap tem novas datas http://www.terracap.df.gov.br/imprensa/noticias/358-concurso-da-terracap-tem-novas-datas http://www.terracap.df.gov.br/imprensa/noticias/358-concurso-da-terracap-tem-novas-datas

Após suspensão temporária, a Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap) dá continuidade ao concurso público para provimento de cargos de nível médio e superior. As inscrições começam em 15 de fevereiro e vão até 30 de março. As provas para os cargos de nível superior ocorrem em 7 de maio de 2017 e as de nível médio serão aplicadas no dia 14 de maio. O concurso oferece 33 vagas, sete para nível médio e 26 para nível superior. Clique aqui para mais informações. 

Ascom/Terracap

61- 3342-2328/1137

E-mail: ascom@terracap.df.gov.br

]]>
william.martins@terracap.df.gov.br (William Rodrigues Martins) Destaque Cartilhas Sem Categoria Tue, 14 Feb 2017 14:28:21 +0000