Javascript de carregamento do Framework Jquery

As obras de execução da complementação da W9, no Setor Habitacional Noroeste, que recebem R$ 1,7 milhão de investimentos da Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap), seguem em andamento. Já se pode ver por onde os carros irão trafegar na nova Avenida dos Ipês – como será chamada a via. Isso porque já foi feita a limpeza de toda a vegetação do local. Agora, é realizada a demarcação topográfica para traçar o pavimento da pista. Após concluído este passo, prosseguem a drenagem pluvial e a pavimentação asfáltica – de 650 metros  – finalizando as obras, sob responsabilidade da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap).

Uma vez concluída, a W9 permitirá o tráfego de veículos entre o Setor de Transporte Norte (STN) e a DF 040, próximo ao Setor de Recreação Pública Norte (SRPN). A via terá duas pistas com três faixas cada uma.

Segundo o diretor Técnico da Terracap, Hamilton Lourenço Filho, a nova avenida terá capacidade para aguentar um fluxo maior de carros. “Estamos entusiasmados com a finalização da W9, no Noroeste. A previsão é que a obra seja entregue à população até o final do ano”, ressalta.

A W9 é a principal avenida no projeto urbanístico do Setor Habitacional Noroeste e uma demanda antiga de moradores da região, assim como um antigo anseio do setor produtivo local. A obra ficou parada desde 2004 aguardando uma conciliação entre os poderes públicos e comunidades indígenas, que ocupavam um trecho da área onde passará a via.

Em outubro de 2019, a Terracap, a Defensoria Pública do Distrito Federal, a Defensoria Pública da União, o Ministério Público Federal, a Funai e as famílias das etnias Kariri-Xocó e Tuxá assinaram um termo de compromisso entre as partes para a transferência das famílias para nova área, nas imediações do bairro.

No início do mês de julho, a Terracap entregou as chaves das casas provisórias à cacique Ivanice Tanoné, representante das tribos. Com o cumprimento do acordo, foi dado início imediato às obras. Somente para a complementação da via, serão utilizadas 1,3 mil toneladas de massa asfáltica, estima a Novacap.

Para o diretor de Urbanização da Novacap, Sérgio Lemos, a W9 vai beneficiar os moradores de toda a região, assim como ajudar a melhorar o Índice de Desenvolvimento Humano do Distrito Federal. “Fazer uma cidade com planejamento, que atenda a todos os requisitos necessários de infraestrutura, é diferente de fazer uma engenharia reversa. Quando entramos, por exemplo, com saneamento, pavimentação, melhoramos a qualidade de vida das pessoas”, diz.

Desenvolvimento

Uma fez finalizada, a W9 tem grande potencial de trazer desenvolvimento para a região. É o que explica o presidente da Associação de Empresas do Mercado Imobiliário do Distrito Federal (Ademi), Eduardo Aroeira. Para ele, a desobstrução da via w9 terá alto impacto na qualidade de vida dos moradores do bairro.

“A W9 foi projetada para ser a principal via do Noroeste. Com as obras concluídas, naturalmente grande parte do tráfego do bairro passará por ela”, sintetiza. Aroeira comenta que adjacente à via se encontra a grande maioria dos empreendimentos comerciais do bairro, principalmente lojas. “Essa abertura, então, significa o estímulo para o comércio no bairro, gerando emprego e renda para a cidade”.

Entenda o acordo

O local demarcado para a construção da reserva indígena é conhecido como ARIE Cruls. Na área de 14 hectares será construída, em definitivo, a Reserva Indígena Kariri-Xocó e Tuxá do Bananal-DF. A Terracap deverá implementar, no prazo de um ano, a infraestrutura da área, que inclui o sistema de abastecimento de água, esgoto e energia. Ainda serão construídas 16 unidades habitacionais, uma estrutura de guarita, um centro cultural, sete ocas pequenas, um terreiro, além de uma casa de produção de farinha para apoiar a sustentabilidade da aldeia. Todo o perímetro da reserva foi cercado pela Agência.

Suzana Leite
Assessoria de Comunicação Social
Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap)
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Foto: Tatielly Diniz/Ascom Terracap