Javascript de carregamento do Framework Jquery

Buscar

Total: 3 resultados encontrados.

  • Terracap inicia o processo para criar uma política de inclusão de pessoas com deficiência

    Representantes da empresa visitaram a ministra do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Nancy Andrighi,

    para conhecer a política de inclusão  do STJ

     

     

    A política implantada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) é considerada um caso de sucesso na área de inclusão da pessoa com deficiência. O STJ oficializou essa iniciativa em 2015, mas ações de inclusão ocorrem no Tribunal há, aproximadamente, doze anos, por meio de um Projeto Estratégico chamado “Inclusão”. Em decorrência dessa prática continuada, em 2014 foi criado o Programa Semear Inclusão, que tem como público-alvo magistrados, servidores, estagiários, terceirizados e usuários do STJ. O Semear Inclusão é atualmente presidido pela ministra Nancy Andrighi.

    A Instrução Normativa STJ/GDG nº 21, de 16 de setembro de 2015, que instituiu a Política de Inclusão do STJ, estabelece os princípios e objetivos que devem ser observados pelo Casa para assegurar o acesso universal às dependências, informações e serviços prestados pelo Tribunal.

    Com o objetivo de conhecer melhor essapolítica e obter informações que vão ajudar a construir a política de inclusão da Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap), empregados da empresa envolvidos nesse processo visitaram a ministra Nancy Andrighi, presidenteda Comissão de Inclusão do STJ.

    Participaram do encontro Andrea Chaves, como representante do presidente da Terracap, Alexandre Navarro; a psicóloga Ana Cristina, da Gerência de Pessoal da Agência, a Analista do Tribunal de Justiça do DF e Territórios, Luciana Albuquerque; a desembargadora do STJ Márcia Maria Milanez; e o gestor substituto do Projeto Semear Inclusão, Wallace Gadelha Duarte.

    A Política de Inclusão do STJ atende exigências da Constituição Federal de 1988 e segue recomendação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Também está em conformidade com a Convenção Internacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência e a Política Nacional para a Integração da Pessoa com Deficiência.

    Na oportunidade, Andrea Chaves fez um convite à ministra para ser tutora na construção da política de Inclusão da Terracap. Nancy Andrighi ficou emocionada com o convite e prontamente o aceitou.

    “Será um prazer mentoriar a Terracap. Há muitos anos trabalho nesse projeto de inclusão. Numa Corte que é conhecida como Tribunal da Cidadania, é nada mais que nosso dever e nossa obrigação trabalhar em favor da inclusão das pessoas com deficiência. Colocamos o STJ à disposição para trabalharmos juntos. Queremos ampliar a participação das pessoas com deficiência na sociedade. O STJ e o Programa Semear Inclusão farão muitas outras ações em prol das pessoas com deficiência”, disse a ministra.

     De acordo com Andrea, a inclusão do servidor com deficiência é um clamor desta parcela de servidores. Para ela, as políticas atuais visam apenas atingir os usuários dos serviços públicos e não enxergam a pessoa com deficiência como uma pessoa laborativa, que produz nas organizações de trabalho.

    “Trabalho com inclusão há 12 anos e já atuei em empresas privadas e no terceiro setor. Quando fui para o governo, me surpreendi pela forma que o servidor com deficiência é tratado. Já passei por dois órgãos públicos, onde consegui colocar em prática a política de inclusão. A Terracap é um novo desafio. A atual gestão idealizou trazer essa política para a Terracap por acreditar que as pessoas com deficiência podem produzir muito mais se tiverem as suas condições respeitadas”, afirma.

    “Graças à politica de inclusão e acessibilidade do TJDFT é possível cumprir com minhas responsabilidades funcionais. Já trabalhei em outros órgãos e pude sentir na pele a importância de uma política efetiva. Hoje o TJDFT me atende em todas as minhas necessidades”, afirma a analista do Tribunal de Justiça do DF, Luciana Albuquerque.

    Para o presidente da Terracap, Alexandre Navarro, a atual gestão da empresa, ao protagonizar essa politica, está em consonância com a nova Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência e visa dar qualidade de vida e igualdade de oportunidades a todas as pessoas.

    Ascom/Terracap

    61 3342-1813

     

    2016-02-25 14:18:22 - Cartilhas
  • Como faço para localizar um imóvel no Edital de Licitação?

    Os croquis (mapa) de localização dos imóveis ofertados no edital de licitação estão disponíveis no site da Terracap, por meio do portal https://comprasonline.terracap.df.gov.br/

    Local e formas de esclarecer dúvidas:

    Atendimento SAC: sac@terracap.df.gov.br

    Telefone: 3350-2222

    Atendimento Presencial: DIATE - Térreo do Ed. Sede da Terracap, no SAM Bloco F.

    Horário de atendimento: 7h às 19h, em dias úteis.

     

     

     Fonte: OUVID

    2014-01-07 20:08:50 - Licitações (atualizado em 06/2020)
  • Como faço para participar da Licitação da TERRACAP?

    Quem pode participar das licitações?

    Qualquer pessoa física e/ou jurídica.

    Pegue o edital Edital

    É o documento com a regulamentação e as descrições de todos os terrenos que estão à venda na licitação. Ele é gratuito.

    Vistorie o imóvel de seu interesse

    Conheça o lote desejado antes de decidir sua compra.

    Preencha a proposta e pague a caução

    Depois de ler com atenção o edital, visitar e escolher o imóvel, preencha a proposta de compra e deposite a caução nas agências do BRB.

    A caução poderá ser depositada em qualquer agência do BRB, Banco de Brasília S/A, somente por depósito identificado, transferência eletrônica – TED ou pagamento do boleto expedido no sítio da Terracap.

    Deposite as propostas na urna

    Confira se a proposta está preenchida e assinada. Depois, é só depositá-la na urna da Comissão de Licitação no dia e horário marcados. Confira no Edital de Licitação a data, local e horário do edital em que a licitação ocorrerá.

    Julgamento da proposta

    Após o encerramento do prazo de entrega, o presidente da Comissão de Licitação fará a leitura de todas as propostas; vencerá a que oferecer o maior preço pelo lote, desde que tenha cumprido todas as exigências do edital. Os licitantes que não vencerem ou forem desclassificados reaverão a caução após 8 dias úteis, a contar do 1º dia útil subsequente ao da publicação da homologação do resultado da licitação no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF).

    E se você ganhou?

    O resultado será publicado no Diário Oficial do DFe poderá ser consultado no website da Terracap (www.terracap.df.gov.br) ou consultado presencialmente na Terracap.

     

    Local e formas de esclarecer dúvidas:

    Atendimento SAC: sac@terracap.df.gov.br

    Telefone: 3350-2222

    Atendimento Presencial: DIATE - Térreo do Ed. Sede da Terracap, no SAM Bloco F.

    Horário de atendimento: 7h às 19h, em dias úteis.

     

     

     Fonte: OUVID

    2014-01-07 19:35:42 - Licitações (atualizado em 06/2020)