Javascript de carregamento do Framework Jquery

Buscar

Total: 51 resultados encontrados.

  • Aeroporto Executivo de Brasília terá nova administração em 2022

    Terracap licita concessão de terreno, em São Sebastião, para operar aviões de pequeno porte; direito de exploração será de 30 anos

    A Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap) lança a licitação de Concessão do Aeroporto Executivo de Brasília. O edital foi publicado no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) desta quinta-feira (30) e pode ser conferido na íntegra no portal da agência: www.terracap.df.gov.br. A concessão dará ao licitante vencedor o direto de superfície do aeroporto por 30 anos, renováveis por igual período, com liberdade de operação.

    A oportunidade é considerada única quando se trata de investimento em aviação executiva. A estrutura atual do aeroporto, localizado em São Sebastião, na denominada “Área Isolada Cava de Cima” nº 03 – Rodovia DF- 251 – conta com pista para aeronaves de categoria 2B e mais de 90 hangares construídos em uma área de 2,7 milhões de m².

    No centro geográfico do país, o espaço tem potencial para ser transformado em um grande hub. Somente no último ano, o aeródromo registrou cerca de 5 mil pousos e decolagens diurnamente. A operação pode, ainda, ser expandida para 24 horas e haver a instalação de tráfego aéreo próprio.

    A concessão permitirá à concessionária grande possibilidade de atuação, desde a expansão de hangares e nova estrutura de pista. Para atender com excelência as aeronaves executivas, outros empreendimentos podem ser propostos para o local, como terminal de apoio para passageiros e tripulantes, lojas de conveniência, hotelaria e até um heliponto para conectar usuários a outros destinos da capital federal.

    Ainda há previsão de centro de treinamento, manutenção de aeronaves e a possibilidade de abrigar as forças de segurança do DF no espaço.
    Os interessados têm 90 dias para encaminhar a documentação referente ao certame à Terracap. Os licitantes precisam apresentar quatro envelopes contendo: Documentação de Credenciamento; Proposta Comercial; Documentação de Habilitação; e Garantia de Proposta. A outorga total mínima é de R$ 8,6 milhões.

    Outras informações podem ser obtidas pelo e-mail cplic@teracap.df.gov.br

    Assessoria de Comunicação Social
    Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap)
    ascom@terracap.df.org.br

    2021-12-30 13:53:22 - Cartilhas
  • Terracap abre edital para obras do anel viário do Parque Ecológico Burle Marx

     

    O Parque Ecológico Burle Marx, no Noroeste, receberá, em breve, obras de drenagem, pavimentação, ciclovia e estacionamentos do anel viário que contorna a área. A Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap) publicou no Diário Oficial do DF (DODF) desta quarta-feira, 8 de dezembro, licitação para contratação de empresa que execute a implantação da infraestrutura.  O certame está marcado para o dia 30 de dezembro, às 10h.

    O critério de julgamento é o menor preço, ou seja, será declarado vencedor o licitante que apresentar a proposta mais vantajosa para a administração pública. O credenciamento do representante e a entrega dos envelopes devem ser feitos até o dia 30 de dezembro, às 9h.

    A via e a ciclovia compõem o anel viário do empreendimento, que conjuntamente aos estacionamentos, têm por objetivo permitir o amplo acesso dos visitantes à área interna do parque. Serão realizados ainda serviços de pavimentação nos estacionamentos e a implantação do sistema de drenagem pluvial - readequação de rede.

    As empresas interessadas em participar da concorrência já podem fazer o download do edital por meio do site da Terracap, na seção Licitações Compras/Serviços. Para acessar os demais documentos referentes à Licitação Presencial nº 33/2021, basta clicar neste link: https://www.terracap.df.gov.br/index.php/obras-servicos-one-page?cd_lote_licitacao=1032&nr_edital=33&aa_edital=2021&nr_lote=1

    O parque

    Com investimentos da Terracap, o GDF deu início a um conjunto de obras de implementação do Parque Ecológico Burle Marx em julho passado. Por lá, estão sendo finalizadas as ilhas de lazer de esporte, nos lados leste e oeste do parque, que incluem campos de futebol, quadras poliesportivas, módulos de vôlei de areia, quadras de tênis, Pontos de Encontro Comunitários (PECs), academias ao ar livre, parques infantis, pergolados, bicicletários.

    Também estão sendo executadas, em paralelo, as instalações hidrossanitárias e elétricas das quatro edificações presentes em projeto: dois vestiários e duas guaritas, nas ilhas oeste e leste, que já possuem estruturas e vedações concluídas.

    Até o momento já foram investidos R$ 1,8 milhão, o que representa aproximadamente 25% dos serviços que serão realizados no nestas ilhas do parque.

    Serviço

    Mais informações sobre a licitação podem ser obtidas no call center da Terracap, no número (61) 3342-1103 ou via chat on-line, disponível no portal da Agência. O atendimento é feito de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h.

    Assessoria de Comunicação Social
    Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap)
    ascom@terracap.df.org.br

    2021-12-15 13:07:45 - Cartilhas
  • Terracap abre novo edital de venda direta para moradores de Vicente Pires

    A Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap) retomou a regularização fundiária de imóveis do Setor Habitacional Vicente Pires. O edital de convocação de venda direta, publicado nesta quinta-feira, 26 de agosto, no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF), contempla 36 lotes residenciais unifamiliares do trecho 1, mais conhecido como Jóquei. O edital, com endereços, metragens e valores, já está disponível para download no site da Terracap: www.terracap.df.gov.br

    Os ocupantes têm até 24 de setembro para apresentar a proposta e a documentação exigida em edital, para dar prosseguimento ao processo de aquisição do imóvel. Há duas maneiras de realizar este procedimento. Presencialmente, no edifício-sede da Terracap, localizado no Bloco “F”, Setor de Áreas Municipais (SAM) – atrás do anexo do Palácio do Buriti, das 7h às 19h; ou de forma remota, pelo site da Terracap, ou pelo aplicativo para dispositivos móveis, disponível nas plataformas Android e iOS, denominado “Terracap”.

    O valor dos terrenos unifamiliares varia entre R$ 83 mil (191,77 m²) e R$ 607,4 mil (2,5 mil m²) e já prevê a dedução da infraestrutura feita pelos moradores, bem como a valorização decorrente desta implantação.

    As famílias que optarem pelo pagamento à vista terão 25% de desconto no valor de venda do imóvel. Atualmente, instituições financeiras oferecem linhas de crédito específicas para financiar imóveis oriundos da regularização fundiária. Assim, quem optar por tomar o recurso em uma dessas instituições, pagará a prazo para a banco, mas integralmente e com abatimento à Terracap. Mas os moradores também podem parcelar o financiamento dos terrenos pela Terracap, neste caso, o prazo máximo de pagamento junto à Agência é de 240 meses.

    Sem sair de casa

    Para quem não quiser comparecer pessoalmente para efetuar a entrega, é preciso acessar o site da Terracap ou o aplicativo da Agência e procurar pelo menu “Serviços”. Ao encontrá-lo, deve seguir os passos: clique em “Venda Direta”. Ao abrir a página “Terracap - Serviços online”, acesse a plataforma com os dados de login. Na página inicial, clique em “Programa Venda Direta”. Selecionado o “Programa Venda Direta”, opte por “Passo 1 – Criar Cadastro”.  Após o cadastro criado, um novo passo será inserido:  “Passo 2 – Criar proposta”. Neste momento, será feita a confirmação das informações inseridas e o upload dos documentos. Encaminhe-os. O processo de envio estará concluído.

    Mais informações podem ser obtidas por meio dos canais de atendimento da Terracap, no call center (61) 3342-1103, ou pelo atendimento remoto, por meio do chat online. É só acessar: www.terracap.df.gov.br

    Assessoria de Comunicação Social
    Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap)
    ascom@terracap.df.org.br

    Foto: Daniel Santos/ Ascom Terracap

    2021-08-26 17:44:54 - Cartilhas
  • Concedida carência em pagamento de venda direta da Terracap

    Medida abrange imóveis de Arniqueira, Jardim Botânico e São Bartolomeu que tiveram editais publicados este ano

    Com o objetivo de proporcionar melhor organização financeira às famílias beneficiadas pelo programa de venda direta, a Diretoria Colegiada da Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap) decidiu, na quinta-feira (8), conceder 120 dias de carência para início do pagamento de imóveis que tiveram editais publicados em 2021.

    O benefício vale para quem optou ou vai optar pelo financiamento | Foto: Divulgação/Terracap

    Na prática, a medida envolve imóveis do Jardim Botânico, São Bartolomeu e Arniqueira incluídos nos editais 1, 2 e 3/2021. O benefício vale para quem optou ou vai optar pelo financiamento junto à Terracap. “É necessário que o morador adira ao edital com proposta de compra via Terracap e opte pelo adiamento por meio de requerimento”, reforça o presidente da Terracap, Izidio Santos.

    O gestor reforça que a medida foi adotada levando em consideração o tempo de que algumas famílias precisam para organizar seu orçamento, diante da pandemia. O prazo de contagem terá início a partir da data de publicação da homologação da venda no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF).

    A decisão também contempla pedido dos moradores, informa a administradora de Arniqueira, Telma Rufino. “A administração é o órgão do governo mais próximo da comunidade ao qual os moradores comparecem em busca de serviços públicos e esclarecimentos de dúvidas”, pontua. “Pedimos ao governador um prazo de carência por conta do problema da pandemia, para nos ajudar. A diretoria da Terracap votou e atendeu o pleito”.

    Arniqueira

    O processo de regularização fundiária de Arniqueira teve início em maio de 2021.  O primeiro edital de Chamamento de Venda Direta do Setor Habitacional Arniqueira contemplou 300 imóveis da URB 005. Do total, 268 moradores entregaram a proposta de compra junto à Terracap, o que representa 89,3% de adesão ao edital. Quanto à forma de pagamento, 100 quitaram à vista, fazendo jus ao desconto de 25% sobre o valor final.

    O segundo edital está aberto até o dia 22 deste mês e contempla 519 lotes do Setor Habitacional Arniqueira. Os terrenos também estão localizados na URB 005. O download do edital pode ser feito no portal da Terracap.

    2021-07-09 18:09:31 - Cartilhas
  • Terracap lança primeira licitação do Drenar DF

    Para resolver o problema histórico de alagamentos e enxurradas no Plano Piloto de Brasília causados pelos períodos críticos de chuvas, o GDF vai construir uma ampla rede de drenagem pluvial complementar ao sistema já existente. A Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap) iniciará a primeira etapa do Projeto Drenar DF pela Asa Norte, atendendo a área mais problemática da região, chamada de Faixa 1/2, principalmente nas quadras com final 2. Dessa forma, publicou nesta quinta-feira, 24 de junho, no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF), licitação para contratar empresas que executem as obras de engenharia – divididas em cinco lotes – para a implantação da infraestrutura de drenagem na região.

    O edital da licitação nº 13/2021 também pode ser acessado no portal da Agência (www.terracap.df.gov.br), na seção “Licitações Compras/Serviços”. Cliquei aqui. 

    A solução prevê nova tubulação que começará nas imediações do Estádio Nacional Mané Garrincha e descerá à via L4 Norte, e depois ao Lago Paranoá. Passará paralela às quadras 902 (perto do Colégio Militar), 702, 302, 102, 202 e 402, cruzando com o Eixo Rodoviário Norte (Eixão), além da via L2 Norte até chegar à L4 Norte, próximo ao Setor de Embaixadas Norte.

    "A drenagem do Plano Piloto foi projetada e executada quando nasceu a cidade. Sessenta anos depois, temos outra situação, alterações diversas que exigem uma nova rede de captação de águas pluviais. Um projeto moderno, contemplando toda a região, trará conforto e segurança para transitar em época de chuvas a essa população que tanto já sofreu com inundações”, explica o presidente da Terracap, Izidio Santos Junior.

    Ao todo, são 7,68 km de túneis no total. O projeto foi aprovado na Novacap com obras de escavação e estruturação da nova rede subterrânea – entre 12 e 15 m de profundidade - com danos mínimos ao trânsito e à fluidez do dia a dia da população.

    E para receber as águas das chuvas da Faixa 1 e 2 Norte, ao fim do percurso, será construído um reservatório de qualificação de água pluvial. Implantado em uma área de 36 mil m², dentro do Parque Urbano Internacional da Paz, o reservatório funcionará como uma lagoa e terá volume útil de 70 mil m³ de água, podendo chegar ao volume máximo de armazenamento de 96 mil m³.

    “A lagoa será de quantidade e qualidade, responsável por decantar as impurezas, permitindo a retenção da sujeira carregada pelas águas da chuva, objetivando a melhoria da qualidade da água lançada no Lago Paranoá”, explica o diretor técnico da Terracap, Hamilton Lourenço Filho.

    Mais informações podem ser obtidas por meio do call center da Terracap, no número (61) 3342-1103 ou via chat on-line, disponível no portal da Agência. O atendimento é realizado de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h.

    Suzana Leite

    Assessoria de Comunicação Social
    Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap)
    ascom@terracap.df.org.br

     

    2021-06-25 13:11:40 - Cartilhas
  • Fakenews: Editais de Arniqueira seguem válidos; Prazo para adesão do Edital 03 é até dia 22 de julho

    Circula fakenews de que estariam suspensos os Editais de Venda Direta 02 e 03/2021, este último lançado pela Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap) para a regularização fundiária de mais 519 imóveis no Setor Habitacional Arniqueira. A Agência informa que o edital, publicado no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) dessa quarta-feira, 23 de junho, segue válido. O prazo para a entrega de proposta de compra permanece inalterado: até 22 de julho.

    A decisão interlocutória deferida nesta quarta-feira pela Vara de Meio Ambiente, Desenvolvimento Urbano e Fundiário do DF atende ao edital 02/2021, que finalizou em 18 de junho, e “suspende por 45 dias, apenas para os autores – cinco ocupantes, os atos do procedimento de regularização informado nos autos”.

    Alguns dos autores da ação não são ocupantes contemplados nos Editais 2 e 3, vigentes neste momento. Eles não são prejudicados por eventual decisão judicial em contrário. O incentivo à não adesão à venda direta pelos contemplados no primeiro chamamento pode ocasionar em perda dos benefícios, como o desconto de 25% para pagamento à vista ou por financiamento por outras instituições bancárias.

    São pedidos de esclarecimentos à Terracap quanto à avaliação dos imóveis, que já estão sendo prestados. Cabe também aos moradores que apresentem laudo técnico que comprove avaliação do terreno inferior à apresentada pela Agência.

    A Terracap reitera que os preços dos imóveis foram definidos de acordo com a legislação vigente. Do valor de mercado foram deduzidos os valores da infraestrutura implantada pelos moradores, bem como a valorização dela decorrente, conforme estabelece a Lei 13.465/2017.

    A decisão não afeta o trâmite dos editais.

    2021-06-24 15:03:21 - Cartilhas
  • Terracap lança edital para empreendimento no Noroeste que possibilita mix de usos inédito em Brasília

    O Setor Habitacional Noroeste abrigará o mais novo shopping center de Brasília. A Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap) publicou nesta quarta-feira, 16 de junho, o edital para selecionar proposta de parceria societária visando à implantação, gestão e exploração do Centro Comercial Noroeste. O terreno de 61,8 mil m², localizado às margens da via W7, tem potencial para ofertar à população um empreendimento multiuso, podendo conter edifícios de lajes corporativas e salas comerciais, hotelaria e até o chamado long stay (hotel-residência).                                                                            

    O edital de Chamamento Público de Oportunidade de Negócio nº 002/2021 foi publicado no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF). O documento e seus anexos já estão disponíveis neste site. Clique aqui.

    Segundo a diretora de Novos Negócios da Terracap, Kaline Gonzaga, trata-se de iniciativa inovadora que possibilita aliar o grande potencial de desenvolvimento imobiliário do terreno com toda a experiência e capacidade técnica e operacional de um parceiro privado. “As diretrizes para a implantação futura do empreendimento incluem a valorização dos conceitos urbanísticos, de sustentabilidade e de respeito ao meio ambiente, além da integração urbana do Centro Comercial ao Setor Noroeste e entorno imediato, como, por exemplo, o Parque Burle Marx”, explica.

    Estudos contratados pela Terracap revelam que o Noroeste apresentou elevado crescimento de domicílios nos últimos anos, com taxa geométrica de crescimento anual de domicílios entre 2010 e 2020 projetada em 12,78%, maior que a de todas as Regiões Administrativas. Estima-se para o setor uma população de 43,6 mil pessoas, considerando a média de 18.195 apartamentos com o bairro consolidado.

    Além disso, a população residente no Noroeste possui renda média mensal (R$ 23.970,00) superior à do Plano Piloto, ficando abaixo apenas das Regiões Administrativas Lago Sul e Park Way, o que revela um público consumidor consolidado no local, com alto poder de compra.

    De acordo com o presidente da Terracap, Izidio Santos, as normas de uso e ocupação viabilizam um mix de usos inédito em Brasília, promovendo a integração de shopping com lajes e hotelaria, dentro do último bairro residencial projetado no Plano Piloto, em localização importante não somente para a área tombada, mas para toda a cidade.  “Em razão da localização e centralidade, o empreendimento tem condições de atender para além do bairro Noroeste, abarcando os bairros que circundam a região”, registra. 

    Como funcionará?

    O chamamento público é resultado de uma série de estudos contratados pela Terracap, que incluíram a análise da vocação imobiliária do imóvel situado na Área Especial 1 – AENW1, Lote A, do Setor Habitacional Noroeste, bem como os aspectos arquitetônicos preliminares e de viabilidade econômico-financeira.

    O modelo de negócio estabelece a Agência como responsável pelo aporte do terreno na sociedade empresarial e o parceiro privado como responsável pelo desenvolvimento dos projetos e pela construção e operação.

    Os interessados têm 90 dias para apresentar as propostas e o vencedor do certame será convocado para celebrar acordo de acionistas e constituir Sociedade de Propósito Específico – SPE com a Terracap, pagando uma torna de R$ 17,5 milhões e garantindo-lhe um percentual mínimo de participação ao longo da operação do novo empreendimento.

    Informações complementares podem ser obtidas por intermédio do e-mail da Comissão Especial que conduzirá o processo: parceriaccnw@terracap.df.gov.br.

    Suzana Leite
    Assessoria de Comunicação Social
    Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap)
    ascom@terracap.df.org.br

    *Imagem ilustrativa

     

    2021-06-16 12:56:00 - Cartilhas
  • Terracap habilita primeira proposta de compra de imóvel em Arniqueira

    A Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap) habilitou a primeira proposta de compra de um imóvel do Setor Habitacional Arniqueira. O processo de regularização fundiária da região administrativa foi iniciado pela Terracap no dia 20 de maio. Inicialmente, 300 ocupações da URB 005, localizados nos antigos conjuntos 5 e 6, foram contemplados em edital de Venda Direta.

    A primeira ocupação habilitada foi publicada no Diário Oficial do DF (DODF) desta nesta sexta-feira (28/5). O imóvel corresponde a um lote com área de 809,77m2, com valor final de R$ 176.843,69.

    Na prática, o imóvel de Mônica Barbosa tem valor de mercado igual a R$ 419 mil. Com os descontos legais (infraestrutura e valorização dela decorrente), o valor do lote no edital ficou em R$ 235.791,59. A moradora optou pelo financiamento via BRB, ao longo de 20 anos. O banco tem linha exclusiva para lotes em situação de regularização fundiária. Assim, pôde pagar à vista para a Terracap e, sobre esse valor, foi aplicado o desconto de 25%, totalizando os R$ 176.843,69.

    A primeira compradora conta que mora há quase 16 anos na cidade. Ela se mudou de um apartamento e construiu sua casa a duras penas, pois tem um filho cadeirante e precisava de mais espaço para a família. “A escritura desta residência é mais que um sonho, até para, se um dia, eu precisar colocar a minha casa à venda, o que não é minha pretensão no momento”, destaca. “Já que tinha de fazer, fiz logo. Todo o processo foi muito rápido, achei até que ia demorar mais”, conta.

    Os valores dos imóveis foram obtidos após a dedução do valor da infraestrutura implantada pelos moradores e da valorização imobiliária dela decorrente, conforme determina a Lei 13.465/2017.

    Segundo o diretor de comercialização da Terracap, Júlio César Reis, a regularização fundiária traz segurança jurídica e tranquilidade ao morador do setor, possibilita a implantação de equipamentos públicos que irão servir a população local, bem como a implantação de infraestrutura devidamente licenciada, provendo assim recuperação dos corpos hídricos e o reequilíbrio ambiental.

    Os recursos oriundos da venda direta serão revertidos em benefícios para a população. De imediato, o governo local já anunciou a construção de equipamentos públicos como: Unidade de Saúde Básica (UBS), feira permanente, restaurante comunitário, escola e sede da administração regional, com investimentos na ordem de R$ 35,7 milhões. Além disso, outros R$ 160 milhões irão para implantação de infraestrutura.

    Serviço

    Os ocupantes têm até 18 de junho para apresentar a proposta de compra do terreno junto à Terracap.  O edital já está disponível para download no site da Agência: www.terracap.df.gov.br.

    A procura de moradores tem sido grande. A fim de descentralizar esse processo e evitar aglomerações, há três maneiras de realizar este procedimento. Presencialmente, no edifício-sede da Terracap, localizado no Bloco “F”, Setor de Áreas Municipais (SAM) – atrás do anexo do Palácio do Buriti, das 7h às 19h; na Administração de Arniqueira, no endereço SHA conjunto 04 AE 01, de 8h às 12 e de 13h às 17h; ou de forma remota, pelo site da Terracap.

    Nos próximos dias, a empresa irá publicar a habilitação de outras ocupações.

    Mais informações podem ser obtidas por meio dos canais de atendimento da Terracap, no call center (61) 3342-1103, ou pelo atendimento remoto, por meio do chat online. É só acessar: www.terracap.df.gov.br

    Assessoria de Comunicação Social
    Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap)
    ascom@terracap.df.org.br

     

     

    2021-05-28 20:18:17 - Cartilhas
  • Começa a regularização fundiária do Setor Habitacional Arniqueira

    A regularização fundiária do Setor Habitacional Arniqueira inicia nesta quinta-feira, dia 20 de maio, pela URB 005. O edital de chamamento de Venda Direta, publicado no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF), contempla 300 imóveis localizados nos antigos conjuntos 5 e 6 da Região Administrativa. Os ocupantes têm até 18 de junho para apresentar a proposta de compra do terreno junto à Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap).  O edital já está disponível para download. Clique aqui. 

    O valor dos terrenos unifamiliares varia entre R$ 105 mil (369 m²) e R$ 667 mil (2,4 mil m²) e já prevê a dedução da infraestrutura feita pelos moradores, bem como a valorização decorrente desta implantação.

    As famílias que optarem pelo pagamento à vista terão 25% de desconto no valor de venda do imóvel. Atualmente, instituições financeiras oferecem linhas de crédito específicas para financiar imóveis oriundos da regularização fundiária. Assim, quem optar por tomar o recurso em uma dessas instituições, pagará a prazo para a banco, mas integralmente e com abatimento à Terracap. Mas os moradores também podem parcelar o financiamento dos terrenos pela Terracap, neste caso, o prazo máximo de pagamento junto à Agencia é de 240 meses.

    Para que a Terracap identifique os ocupantes dos lotes, os moradores que ainda não fizeram o cadastramento prévio, devem correr. A etapa obrigatória e pode ser feita pelo site da empresa (www.terracap.gov.br) ou pelo aplicativo para dispositivos móveis, disponível nas plataformas Android e iOS, denominado “Terracap”. 

    Em seguida, até o dia 18 de junho, as famílias devem entregar a proposta de compra do imóvel e a documentação exigida em edital, para dar prosseguimento ao processo de aquisição do imóvel. Para aderir ao Programa de Venda Direta, o morador precisa declarar que o imóvel tenha sido edificado e ocupado até 22 de dezembro de 2016. 

    A fim de descentralizar esse processo e evitar aglomerações, há três maneiras de realizar este procedimento. Presencialmente, no edifício-sede da Terracap, localizado no Bloco “F”, Setor de Áreas Municipais (SAM) – atrás do anexo do Palácio do Buriti, das 7h às 19h; na Administração de Arniqueira, no endereço SHA conjunto 04 AE 01, de 8h às 12 e de 13h às 17h; ou de forma remota, pelo site da Terracap.

    Para quem não quiser comparecer pessoalmente para efetuar a entrega, é preciso acessar o site da Terracap ou o aplicativo da Agência e procurar pelo menu “Serviços”. Ao encontrá-lo, deve seguir os passos: clique em “Venda Direta”. Ao abrir a página “Terracap - Serviços online”, acesse a plataforma com os dados de login. Na página inicial, clique em “Programa Venda Direta”. Selecionado o “Programa Venda Direta”, opte por “Passo 1 – Criar Cadastro”.  Após o cadastro criado, um novo passo será inserido:  “Passo 2 – Criar proposta”. Neste momento, será feita a confirmação das informações inseridas e o upload dos documentos. Encaminhe-os. O processo de envio estará concluído.

    A Terracap irá investir R$ 160 milhões em infraestrutura na região, resolvendo problemas antigos que comprometem a qualidade de vida da população que reside em Arniqueira. 

    Histórico

    O decreto que aprova o projeto urbanístico para regularização da URB 005 foi assinado pelo governador Ibaneis Rocha em dezembro do ano passado. Foram levados a registro cartorial 1,4 mil lotes.

    “Dividimos o processo de regularização fundiária da área em cinco editais para que não haja aglomeração no ato das entregas de proposta em tempos de pandemia. Precisamos ser cautelosos. Mas os ocupantes podem ficar tranquilos. Até o fim do ano, os lotes unifamiliares da URU 005, já registrados em cartório, serão contemplados em edital”, explica o presidente da Terracap, Izidio Santos.

    O Setor Habitacional Arniqueira, com área total de 1.189,60 ha, foi dividido em 15 áreas para fins de urbanização (URBs). Os projetos levaram em conta delimitadores naturais, como córregos – há três na região, bem como as circunscrições cartoriais.

    Mais informações podem ser obtidas por meio dos canais de atendimento da Terracap, no call center (61) 3342-1103, ou pelo atendimento remoto, por meio do chat online. É só acessar: www.terracap.df.gov.br

    Suzana Leite
    Assessoria de Comunicação Social
    Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap)
    ascom@terracap.df.org.br

     

     

    2021-05-20 17:31:55 - Cartilhas
  • Decreto facilita regularização de empresas beneficiadas pelo Pró-DF

    Decreto publicado no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) traz diversos ajustes na regulamentação da Lei 6.468/2019 que reformula o Pró-DF II e cria o Programa de Apoio ao Empreendimento Produtivo, o Desenvolve-DF. As alterações foram necessárias para facilitar a execução e efetiva regularização do Pró-DF. Entre outras coisas, o texto traz mais transparência sobre as competências da Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap) e da Secretaria de Empreendedorismo do Distrito Federal (Semp) no processo do Desenvolve-DF.

    Segundo o diretor e Regularização Social e Desenvolvimento Econômico da Terracap, Leonardo Mundim, “o ajuste foi necessário, considerando que a regularização busca resolver problemas de toda espécie no Pró-DF, alguns deles com duração de 20 anos. O empenho agora será dirigido para a fase de execução, ou seja, para agilizar a efetiva implantação da nova legislação."

    O novo decreto, publicado em 29 de março, também traz maior segurança jurídica às empresas uma vez que corrige divergências normativas quanto aos termos definidos em contratos antigos com Atestado de Implantação Definitivo (AID) que já emitidos. Isso porque o decreto 36.494/2015 estabeleceu que as escrituras seriam de promessa de compra e venda, no caso de uma migração de programas anteriores para o Pró-DF II. “Isso foi aplicado para todos, mesmo para aqueles que eram contrato de compra e venda. Essa divergência foi corrigida, fazendo valer o que estava definido em contrato”, explica assessora Jurídica da Semp, Marina Santos.

    Mais uma vez o setor produtivo participou da construção do texto do decreto, enviando propostas de alterações à Terracap, encaminhadas à Semp e acolhidas pelo governador Ibaneis Rocha. 

    Outra questão que foi resolvida com a alteração do decreto são os contratos que estavam dentro da primeira versão do Pró-DF, que passaram a ser prorrogados pela Lei e estão em fase de migração. Todas as taxas, totalizando 96, serão abatíveis do saldo devedor da futura aquisição.

    Além disso, o decreto ainda tornou o programa e as suas normas mais compreensíveis para a população, como, por exemplo: qual procedimento de inclusão de imóvel para licitação e quais documentos são exigidos para cada tipo de regularização prevista. Também se adequou à prorrogação dos prazos gerais, realizada pelo Conselho de Gestão do Programa de Apoio ao Empreendimento Produtivo (Copep) por meio da resolução normativa nº 1/ 2021; e aumentou o rol dos documentos aceitos nos processos de regularização, ampliando o alcance do programa.​

    Assessoria de Comunicação Social
    Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap)
    ascom@terracap.df.org.br

     

     

    2021-04-23 17:26:11 - Cartilhas
  • Aberta nova licitação para obras no Burle Marx

    A Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap) publicou, no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) desta quinta-feira (15/4), nova licitação para contratação de empresa que execute projetos de duas ilhas de lazer no Parque Ecológico Burle Marx, no Noroeste. O certame anterior foi declarado fracassado. A nova data é 11 de maio, às 10h. O valor estimado para a realização das obras é de R$ 7.483.621,77. O critério de julgamento é o menor preço. Ou seja, será declarado vencedor o licitante que apresentar a proposta mais vantajosa.

    Diversas são as benfeitorias que o Parque Ecológico Burle Marx irá receber. O plano de manejo – documento norteador das ações que serão realizadas, indicando a aptidão de cada área, separadas por zonas e aprovado pelo Brasília Ambiental, elenca os locais que precisam de recuperação ambiental/plantios, de limpeza, de proteção, aqueles que são destinados à visitação pública, aos equipamentos de lazer e esporte, bem como pontos de contemplação da natureza.

    O parque é uma promessa antiga, ansiado por muitos moradores do Setor Noroeste e região, mas que só neste governo está saindo do papel. O local compreende uma área verde de 280 hectares, que ainda preserva uma das maiores manchas de Cerrado da cidade.

    A empresa vencedora da licitação terá que executar obras de urbanização, além da construção de duas ilhas. O projeto do parque prevê a construção de campos de futebol, módulos de vôlei de areia, quadras de tênis, quadras poliesportivas, diversos pergolados, academias, Pontos de Encontro Comunitários (PECs), parques infantis, bicicletários, espaços para caminhadas e sanitários para maior conforto dos usuários.

    Estão previstas, ainda, instalações elétricas e hidrossanitárias, além de guaritas em ambas as ilhas. Também haverá tratamento paisagístico no Parque, com plantio de árvores e gramas.

    O Burle Marx situa-se entre a Asa Norte e o Setor Noroeste e ainda preserva uma das maiores manchas de Cerrado de Brasília, sendo considerado corredor ecológico relacionado ao Parque Nacional de Brasília.

     A licitação

    Empresas interessadas já conseguem acessar o edital no site da Terracap (www.terracap.df.gov.br), na seção “Licitações Compras/Serviços”. Para acessar o documento referente à Licitação Presencial nº 03/2021, basta clicar neste link.  

    Mais informações podem ser obtidas por meio do call center da Terracap, no número (61) 3350-2222 ou via chat on-line, disponível neste portal. O atendimento é feito de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h.

    Assessoria de Comunicação Social
    Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap)
    ascom@terracap.df.org.br

     

     

     
    2021-04-20 18:04:00 - Cartilhas
  • Terracap abre licitação para obras no Burle Marx
     
     
    O Parque Ecológico Burle Marx, no Noroeste, receberá, muito em breve, obras que vão permitir que moradores da região e de todo o DF tenham um centro de lazer multiuso ao ar livre. A Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap) publicou no Diário Oficial do DF (DODF) desta segunda-feira (22/3) licitação para contratação de empresa que execute projetos de duas ilhas de lazer, que são agrupamentos de equipamentos, uma voltada para a Asa Norte e outra para o Noroeste. O certame está marcado para o dia 13 de abril, às 10h. 
     
    Ansiado por muitos moradores do Setor Noroeste e região, o parque é uma promessa antiga, mas que só neste governo está saindo do papel. O local compreende uma área verde de 280 hectares, que ainda preserva uma das maiores manchas de Cerrado da cidade. 
     
    Diversas são as benfeitorias que o Parque Ecológico Burle Marx irá receber. O plano de manejo – documento norteador das ações que serão realizadas, indicando a aptidão de cada área, separadas por zonas e aprovado pelo Brasília Ambiental, elenca os locais que precisam de recuperação ambiental/plantios, de limpeza, de proteção, aqueles que são destinados à visitação pública, aos equipamentos de lazer e esporte, bem como pontos de contemplação da natureza.
     
    A partir daí a empresa vencedora da licitação terá que executar obras de urbanização, além da construção de duas ilhas. O projeto do parque prevê a construção de campos de futebol, módulos de vôlei de areia, quadras de tênis, quadras poliesportivas, diversos pergolados, academias, Pontos de Encontro Comunitários (PECs), parques infantis, bicicletários, espaços para caminhadas e sanitários para maior conforto dos usuários.
     
    Estão previstas, ainda, instalações elétricas e hidrossanitárias, além de guaritas em ambas as ilhas. Também haverá tratamento paisagístico no Parque, com plantio de árvores e gramas.
     
    “O projeto do Parque Ecológico Burle Marx é completo, agrega tratamento paisagístico e urbanístico ao espaço público do Setor Noroeste, tornando-o um ponto de convívio comunitário para lazer e descanso, com a utilização dos seus equipamentos esportivos, mobiliários urbanos, espaços para caminhadas e contemplação”, sintetiza o diretor Técnico da Terracap, Hamilton Lourenço. 
     
    Em 2020, foram realizados o cercamento de toda a unidade e a ciclovia com 5 km, às margens da Avenida W7. 
     
    O Burle Marx situa-se entre a Asa Norte e o Setor Noroeste e ainda preserva uma das maiores manchas de Cerrado de Brasília, sendo considerado corredor ecológico relacionado ao Parque Nacional de Brasília.
     
    A licitação
    Empresas interessadas já conseguem acessar o edital no site da Terracap (www.terracap.df.gov.br), na seção “Licitações Compras/Serviços”. Para acessar o documento referente à Licitação Presencial nº 03/2021, basta clicar neste link.  
     
    Mais informações podem ser obtidas por meio do call center da Terracap, no número (61) 3350-2222 ou via chat on-line, disponível neste portal. O atendimento é feito de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h.​
     
    Suzana Leite
    Assessoria de Comunicação Social
    Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap)
    ascom@terracap.df.org.br
    2021-03-25 18:43:31 - Cartilhas
  • Terracap marca nova data para licitação de drenagem pluvial e pavimentação no Lago Sul​

    Empresas interessadas em participar do processo licitatório das obras de drenagem pluvial e pavimentação na QI 07 do Lago Sul devem ficar atentas ao novo calendário. A Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap) adiou o certame, que aconteceria em 18 de março. Agora, a nova data é 8 de abril, com horário marcado para às 10h. A alteração foi publicada no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) da última sexta-feira (12/3).

    A postergação se deu em virtude do Decreto nº 41.882, de 8 de março, que declarou estado de calamidade, no âmbito da saúde pública da capital federal. O que significa mais tempo para aqueles que têm interesse na licitação concorrem ao processo.

    A empresa vencedora realizará serviços vinculados ao sistema viário, bem como de infraestrutura pluvial. As benfeitorias vão contemplar os lotes E, H, I, J, K, L e M da atual QI 21, localizados no Setor de Habitações Individuais Sul (SHI/Sul).

    O diretor Técnico da Terracap, Hamilton Lourenço Filhos, diz que os serviços de pavimentação compreendem “asfaltamento, estacionamentos, sinalização e meios-fios”.

    Ele ainda complementa que os trabalhos de drenagem visam “um melhor escoamento das águas”. Mas que para serem executados, o responsável deverá observar as características físicas do solo e seguir os parâmetros, dimensionamento, especificações de materiais e métodos construtivos recomendados no projeto.

    Empresas que estiverem de acordo com as especificações e demais disposições exigidas pelo objeto podem participar do processo licitatório. Interessados já conseguem acessar o edital, no site da Terracap (www.terracap.df.gov.br), na seção “Licitações Compras/Serviços”. Para acessar o documento referente à Licitação Presencial nº 04/2020, basta clicar neste link.  

    Mais informações podem ser obtidas por meio do call center da Terracap, no número (61) 3350-2222 ou via chat on-line, disponível neste portal. O atendimento é feito de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h.

    Luana Correa, sob a supervisão de Suzana Leite
    Assessoria de Comunicação Social
    Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap)
    ascom@terracap.df.org.br

    2021-03-19 19:00:30 - Cartilhas
  • Terracap contrata empresas para remanejamento de sistema de energia elétrica

     

     

    Mais duas obras de infraestrutura estão por vir, só que em setores habitacionais diferentes: Vicente Pires e Bernardo Sayão. Ambos os projetos são de remanejamento de sistema de energia elétrica. E para a execução haverá contratação de empresas especializadas por parte da Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap).

    Os certames têm como critério de julgamento o menor preço. O de Vicente Pires está agendado para 6 de abril, enquanto o de Bernardo Sayão, para 5 de abril, ambos s 10h.  Os processos saíram no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) da última sexta-feira (12/3).

    Vicente Pires
    Em Vicente Pires, as empresas contratadas terão de redistribuir a rede elétrica, bem como trechos de rede aérea existentes que apresentam interferência com o projeto urbanístico. Devem ser objetos da obra a Rua 4, próximo à Avenida Misericórdia e à Chácara 27; a Rua 6 TR 02, próximo à Rua 7; a Rua 8, próximo ao banco BRB e à Chácara 182; e a Rua 12, próximo à Chácara 141.   


    Bernardo Sayão  
    Já a licitação de Bernardo Sayão, para a área do Lote 01, consiste tanto em ações de remanejamento quanto em sistema de iluminação pública com uso de luminárias instaladas em postes exclusivos de aço curvos simples.

    Tais serviços se fazem necessários porque “normalmente os postes interferem nas obras de pavimentação e drenagem”, explica a assessora da Diretoria Técnica da Agência, Ana Teresa Fernandes.

    Os editais já estão disponíveis para download neste site, na seção “Licitações Compras/Serviços”. Para acessar o edital de Vicente Pires, nº 48/2020, clique aqui. Já o documento com as informações sobre a licitação de Bernardo Sayão, nº 44/2020, estão disponíveis neste link .

    Mais informações podem ser obtidas por meio do call center da Terracap no número (61) 3350-2222 ou via chat on-line, disponível no portal da Agência. O atendimento é realizado de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h.

    Luana Correa, sob a supervisão de Suzana Leite
    Assessoria de Comunicação Social
    Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap)
    ascom@terracap.df.org.br

    2021-03-16 13:42:00 - Cartilhas
  • Terracap abre processo licitatório para construção de casas definitivas em reserva indígena; empresa de alambrado também será contratada

    Em junho do ano passado, a Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap) entregou às comunidades indígenas Kariri-Xocó e Tuxá, residentes no Setor Habitacional Noroeste, as chaves das casas provisórias construídas para a desocupação imediata da via W9, medida necessária para a conclusão da avenida.

    Mas para que o acordo entre a Agência e as famílias das tribos seja cumprido em definitivo, a Terracap está com dois processos licitatórios abertos para a contratação da elaboração de projetos executivos e execução das obras de construção das edificações nas reservas indígenas, além do fornecimento e instalação de alambrado para o cercamento do local, no interior da ARIE Cruls, também nas imediações do Noroeste. Ambos foram divulgados no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF), dos dias 4 e 1 de março, respectivamente.

    A empresa interessada em participar do primeiro certame terá que elaborar projetos executivos e de arquitetura complementares, além de executar as obras para a construção de 16 unidades habitacionais; centro de convivência indígena, sete ocas pequenas; e uma casa de produção de farinha.

    O processo licitatório será realizado no dia 26 de março, às 10h.

    O acordo que prevê estas e outras obrigações, foi assinado em outubro de 2019 entre as comunidades, a Terracap, a Defensoria Pública do Distrito Federal, a Defensoria Pública da União, o Ministério Público Federal e a Funai. O local demarcado para a construção da reserva indígena é conhecido como ARIE Cruls. Na área de 14 hectares será construída, em definitivo, a Reserva Indígena Kariri-Xocó e Tuxá do Bananal-DF. 

    Já a outra licitação prevê a contratação de empresa especializada para execução de cercamento em mourões de concreto e alambrado em volta das áreas de reserva indígena ‘Kariri-Xocó e Tuxá do Bananal-DF’ e do ‘Santuário dos Pajés’. O certame está marcado para 17/03, às 10h.

    Em ambos os casos, o critério de julgamento será o de menor preço. As informações para participar da licitação constam nos editais já publicado no portal da Terracap (www.terracap.df.org.br). Os interessados devem clicar em “A Terracap” e, em seguida, em “Licitações e Compras”. 

    O edital da construções das casas, pregão eletrônico nº 22/2020, pode ser obtido clicando aqui. Enquanto o download do edital, licitação presencial nº 46/2020, para a execução do cercamento pode ser feito clicando neste link

    Via W9

    A W9 é a principal avenida no projeto urbanístico do Setor Habitacional Noroeste e uma demanda antiga de moradores da região, assim como um antigo anseio do setor produtivo local. A obra ficou parada desde 2004 aguardando uma conciliação entre os poderes públicos e comunidades indígenas, que ocupavam um trecho da área onde passará a via.

     A aguardada Avenida do Ipês, como será chamada a via, está prestes a ser entregue aos moradores. Cerca de R$ 1,7 milhão estão sendo investidos pela Terracap.

     Uma vez concluída, a W9 permitirá o tráfego de veículos entre o Setor de Transporte Norte (STN) e a DF 040, próximo ao Setor de Recreação Pública Norte (SRPN). A via terá duas pistas com três faixas cada uma. ​

    Suzana Leite
    Assessoria de Comunicação Social
    Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap)
    ascom@terracap.df.org.br

     

    2021-03-09 17:44:25 - Cartilhas
  • Terracap abre chamamento público para banco de fornecedores

    As empresas especializadas na área de meio ambiente que queiram ser fornecedoras da Terracap, a hora é agora

    A Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap) publicou, no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) um Chamamento Público para a pré-qualificação de empresas interessadas em participar em processos licitatórios referentes à contratação de estudos ambientais. O certame será realizado no dia 30 de março, às 10h, no edifício-sede da Agência.  

    As terras desapropriadas, pertencentes ao patrimônio da Terracap, correspondem à, aproximadamente, 70% da área do Distrito Federal e grande parte dessas áreas estão sujeitas ao licenciamento ambiental. Durante o processo de licenciamento, muitos estudos ambientais são requeridos pela Agência.

    A proposta, portanto, é dar celeridade às futuras licitações de contratação de estudos ambientais. A licitação de pré-qualificação tem por objetivo habilitar as empresas interessadas quanto a Habilitação Jurídica; Regularidade Fiscal; qualificação econômico-financeira; e qualificação técnica.

    “Uma vez habilitadas, as empresas pré-qualificadas ficam dispensadas da apresentação dessa documentação nas licitações de menor preço, resultando em maior agilidade e eficiência nas contratações pela Terracap”, explica o diretor Técnico, Hamilton Lourenço Filho.

    Os serviços técnicos de relevância para a definição dos critérios de habilitação técnica envolvem a elaboração ou execução de estudos ambientais, como:

    • Estudo de Impacto Ambiental (EIA) ou Estudo Prévio de Impacto Ambiental (EPIA) e seus respectivos Relatórios de Impacto Ambiental (RIMA);
    • Relatório de Impacto Ambiental Complementar (RIAC) e Relatório de Impacto de Vizinhança (RIVI);
    • Relatório de Controle Ambiental (RCA), Plano de Controle Ambiental (PCA) e Plano de Recuperação de Áreas Degradadas (PRAD);
    • Planos de Manejo;
    • Inventário e Levantamentos Florísticos;
    • Estudo e Levantamento Faunístico;
    • Plano de Gestão Ambiental de Implantação – PGAI;
    • Estudo de Análise de Perigo, Risco Geotécnico / Ambiental;
    • Plano ou Projetos de Educação Ambiental – PEA/PEAT;
    • Laudos Técnicos, Perícias, Inspeções, Pareceres Técnicos e Diagnósticos Ambientais.

    Ao final do certame, as empresas qualificadas receberão um certificado, declarado habilitado antecipadamente. O prazo de validade é de um ano, podendo ser atualizada a qualquer tempo.

    As informações para participar da licitação constam no edital já publicado no portal da Terracap (www.terracap.df.org.br). O interessado deve clicar em “A Terracap” e, em seguida, em “Licitações e Compras”. Neste campo, basta acessar o “Chamamento Público nº 03/2020”, e fazer o download do documento. 

    2021-03-05 19:59:48 - Cartilhas
  • Noroeste segue recebendo melhorias

    Ao percorrer o Noroeste, os moradores têm se deparado com canteiros de obras distribuídos em diversos pontos da região. O motivo são as várias melhorias que o bairro tem recebido graças à recursos da Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap) destinados à implantação de infraestrutura no setor habitacional. E a lista só aumenta. Agora, mais um item fará parte desse conjunto: a execução de pavimentação, sinalização e drenagem de estacionamentos públicos. Na SQNW 102, Projeções G e H, serão feitos os três trabalhos, enquanto que na SQNW 104, Projeção I, apenas o de pavimentação.

    Os projetos serão colocados em prática mediante empresa responsável. A Agência, assim como nos planos anteriores, realizará a contratação por meio de edital de licitação. O processo saiu no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) da última quinta-feira (8/10).

    Pavimentação é uma ação que trata de revestir o solo. No caso dos novos estacionamentos, o piso será composto por pavimento intertratavo. Esse modelo nada mais é que um conjunto de blocos de concreto lembram o formato de um quebra-cabeças. O diretor técnico da Terracap, Hamilton Lourenço Filho, explica o motivo da escolha. “A vantagem da utilização desse material é a segurança que ele fornece, visto que não desloca, rotaciona ou translaciona com facilidade”.

    Para proporcionar maior durabilidade ao calçamento, é necessário aderir ao método de drenagem. A ação evita a umidicação do solo ao efetuar escoamento de água utilizando aparelhos, como: canos, valas, túneis e fossos.

    Quanto à sinalização, foram dimensionadas 28 vagas aos estacionamentos. Desse total, oito serão atribuídas ao uso exclusivo. Quatro para idosos e a outra metade para portadores de necessidades especiais.

    Demarcação horizontal e vertical

    Outra demanda para no projeto são as demarcações horizontal e vertical. A primeira visa informar melhor as pessoas e organizar o fluxo da via. Para dar mais eficiência e clareza à mensagem, são utilizadas quatro cores para pintura. Cada uma delas possui uma finalidade. A amarela demarca obstáculos e fluxos de sentidos opostos e espaços proibidos. Já a branca é utilizada para fluxos de mesmo sentido e faixas de pedestres. A vermelha, por sua vez, demarca ciclovias, ciclofaixas, símbolos de farmácias e hospitais. Enquanto a azul é usada para pontuar locais de embarque e desembarque de pessoas com deficiência física.

    Já a demarcação vertical é composta pela fixação de placas com símbolos e legendas, as quais transmitem avisos com objetivos específicos, como, por exemplo, as placas de pare e as que indicam a velocidade da via.​

    Luana Correa, sob a supervisão de Suzana Leite
    Assessoria de Comunicação Social
    Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap)
    Foto: Daniel Santos/ Ascom Terracap
    ascom@terracap.df.org.br

    2020-10-13 19:36:15 - Cartilhas
  • Torre de TV Digital vai passar por manutenção

    A Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap), mediante publicação no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) desta quinta-feira (24/9), convoca, via edital, empresa especializada para realização de serviços de manutenção na Torre de TV Digital. A contratação se faz necessária para conservação e colocação em funcionamento do sistema de ar condicionado.

    Compõem os trabalhos executados a prestação preventiva e corretiva, bem como a operação e remanejamento de equipamentos, os quais englobam todo o processo de climatização, que envolve os próprios ares-condicionados e ventilação mecânica.

    Também serão feitos testes elétricos e mecânicos, revisões, calibragens, análise de vazamentos e da qualidade da água, desinfecções, vistoria do consumo energético e limpeza. As atividades são imprescindíveis não apenas para garantir a preservação e desempenho dos aparelhos, mas também a segurança, higiene e conforto térmico da edificação.

    Relação do coronavírus ao uso de ar-condicionado

    Embora o retorno das atividades comerciais seja uma realidade no Distrito Federal, ela é gradual, visto que até então é essencial manter os cuidados com a saúde. A Torre de TV Digital, por exemplo, é um dos pontos turísticos da cidade que continua fechado para visitação pública.

    Em razão da alta taxa de infecção pela covid-19, a reforma se tornou ainda mais fundamental. Ela vai atender não somente demanda de infraestrutura, como recomendações da Associação Brasileira de Ar Condicionado, Refrigeração, Ventilação e Aquecimento (Abrava). De acordo com a Associação, “ambientes sem as devidas adequações do sistema de climatização são fatores insalubres, prejudiciais e improdutivos”.

    Flor do Cerrado

    Apelidado, o projeto foi o último de Oscar Niemeyer a ser edificado antes do falecimento do arquiteto. Localizada no Lago Norte, é um empreendimento custeado pela Terracap que foi inaugurado em 2012.

    A obra, além de ter um lugar destinado a abrigar as emissoras, conta com espaço para café, exposições e um mirante, que se encontra acima das pétalas de vidro. O acesso acontece por intermédio de três elevadores internos. Um deles foi preparado para operar mesmo em situação de emergência, como incêndio.

    Ao redor da Flor do Cerrado, foi construído um complexo de lazer com nove lojas. A área comum é formada por jardim, espelho d’água, circulação de acesso de pedestres e banheiro masculino e feminino.

    Luana Correa, sob a supervisão de Suzana Leite
    Assessoria de Comunicação Social
    Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap)
    Foto: Daniel Santos/ Ascom Terracap
    ascom@terracap.df.org.br

    2020-09-25 13:18:14 - Cartilhas
  • Terracap licita implantação de energia elétrica no Setor de Múltiplas Atividades do Gama

    A Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap) abriu edital de licitação pública para contratação de obras para implantação de energia elétrica no Setor de Múltiplas Atividades, localizado no Gama. O processo saiu no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) desta terça-feira (22/9). Os favorecidos são os Conjuntos S, U, V, W, X e Y.

    Para a escolha da empresa responsável, será realizada licitação presencial, marcada para o dia 20/10, às 10h. Os interessados deverão se apresentar e lançar as propostas. O critério de julgamento será o menor preço.

    O local que receberá a distribuição é a segunda etapa da Área de Desenvolvimento Econômico (ADE) da região. A primeira está em pleno funcionamento e provida de infraestrutura. A instalação, na segunda etapa, atenderá 137 unidades imobiliárias destinadas à utilização de comércio de bens e serviços e industrial.

    Além da aparelhagem, haverá remanejamento de trechos de rede aérea existentes que apresentam interferência com o projeto urbanístico. Com os serviços, as empresas que se instalarem na região poderão instalar maquinários necessários para produção, assim como realizar atividades comuns, como se conectar à internet, por exemplo.

    O sistema de energia elétrica pública é parte integrante de trabalhos como parcelamento do solo urbano, juntamente aos equipamentos de escoamento das águas pluviais, esgotamento sanitário, abastecimento de água potável, iluminação pública e vias de circulação. Todos fazem parte da missão da Agência, em fornecer infraestrutura básica à população.

    Luana Correa, sob a supervisão de Suzana Leite
    Assessoria de Comunicação Social
    Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap)
    Foto: Divulgação
    ascom@terracap.df.org.br

    2020-09-23 17:27:07 - Cartilhas
  • Terracap leva obras de infraestrutura à Samambaia

    Em breve, Samambaia receberá melhorias. A Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap) abriu edital para contratação de obras para implantação de infraestrutura de energia elétrica. O processo saiu no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) desta terça-feira (15/9). As áreas beneficiadas são a QD 201 e a QN 307 da região administrativa.

    Para a escolha da empresa responsável, será realizada licitação presencial, marcada para o dia 8/10, às 10h. Os interessados deverão se apresentar e lançar as propostas. O critério de julgamento será o menor preço.

    O projeto será dividido em dois lotes, denominados Lote A e Lote B. O primeiro ficará responsável por atender a QD 201, enquanto o segundo, pela QN 307. De acordo com a assessora da Diretoria Técnica da Terracap, Ana Teresa Fernandes, “o início das obras está previsto para a segunda quinzena de novembro”. Ela ainda reforça que com a execução, os moradores terão acesso à uma distribuição de luz de qualidade.

    Para a aparelhagem, serão utilizados materiais e equipamentos novos. Após a finalização dos procedimentos, haverá recomposição de locais, passeios, meios-fios, gramados e jardins à forma original, caso danificados durante a ação. A obra deve gerar 20 vagas de empregos diretos e indiretos.

    Por se tratarem de trabalhos que mexem com a rede de distribuição de energia elétrica, é possível que haja de desligamento para a prática. Caso necessário, a solicitação será encaminhada ao Centro de Operações da Companhia Energética de Brasília (CEB), com antecedência mínima de 15 dias da data programada.

    Luana Correa, sob a supervisão de Suzana Leite
    Assessoria de Comunicação Social
    Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap)
    Foto: Acacio Pinheiro/Agência Brasília 
    ascom@terracap.df.org.br

    2020-09-16 14:12:03 - Cartilhas

Chat On-line